Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2010

Até o Papa...

Até o Papa...Parece que o discurso culturalista religioso de algumas pessoas sobre a Igreja Católica Apostólica Romana caiu por terra nesse mês com as afirmações de Bento XVI. Apesar de ninguém saber se Bento XVI será obedecido, o sincretismo religioso, algo que é tão praticado na Bahia, foi criticado por ele:Em um sinal de preocupação com os rumos do catolicismo no Brasil, o papa Bento XVI criticou o sincretismo na religião e pediu que os bispos brasileiros rejeitem "fantasias" na eucaristia. Bento XVI alertou que "o culto não pode nascer de nossa fantasia", já que "a verdadeira liturgia pressupõe que Deus responda e nos mostre como podemos adorá-lo". A mensagem foi clara: a Igreja não aceitará sincretismo. O pontífice deu o recado durante encontro realizado ontem com 15 bispos da Região Norte. O papa pediu respeito pela centralidade de Jesus na missa. "Quando na Santa Missa não aparece a figura de Jesus como elemento proeminente, mas uma comunidade…

“Com efeito, grandes coisas fez o SENHOR por nós; por isso, estamos alegres” (Sl 126:3).

Com efeito, grandes coisas fez o SENHOR por nós; por isso, estamos alegres” (Sl 126:3).Estamos comemorando vinte e dois anos de história. Grandes lutas foram travadas para que a igreja se estabelecesse nesse bairro. Deus nos concedeu a vitória e estamos alegres pelos grandes feitos do Senhor em nossa vida. Nossos pais nos contaram os grandes feitos do Senhor e erigimos um Memorial em louvor a Deus. Nesses vinte e dois anos, vencemos desafios e alcançamos, pela graça de Deus, várias metas. Temos que nos alegrar e cantar: “Se da vida as vagas procelosas são; Se , com desalento, julgas tudo vão; Conta as muitas bênçãos, dize-as de uma vez; E verás, surpreso, quanto Deus já fez”.É certo que temos muito que caminhar. Precisamos vencer o desafio de comunicar o evangelho em nossa região. A palavra “comunicar” vem do latim communicare, que significa tornar comum. O comum a que nos referimos não é a banalização de um conceito, mas, o primário real, etimológico: que devemos participar a outrem…